segunda-feira, 19 de dezembro de 2005

Caos Cinestésico


Nesta tela que reflete minha mente...

Círculos encaixados em triângulos

Lado a lado com ausência de espaço

Me sinto livre mas impune

Perdoado mas condenado

A delirar em mim mesmo

Com meus sentidos aflorados

Mas de espírito ausentado

Me desencontro no caos

Amanhecer ou anoitecer?

Eclipse do meu ser

Me encontro na partícula que nunca quis ter

Quero que a água me seque pra eu me aterrar

Quero que o fogo me molhe pra que eu possa voar

Que o vento me queime

Pra não sentir a confusão que me tornei

Quero dormir pra acordar

E despertar no sonho pra realizar a vida que nunca sonhei

Meu manto cor de perfume

Ressoa seu cheiro de luz

Vislumbro seu sabor de música

Ele me esconde, me protege,

Me gela, me seduz

Em forma disforme me reduz

Vejo o silêncio a minha volta

Sinto as palavras que não me tocam

Sou vácuo vivo, buraco negro

Que tudo consome e nada seleciona

Absorvendo a poeira e a montanha

A confusão em mim se amontoa

Salada humana de sentidos

Deslizo num universo em silenciosos grunhidos

Tudo sinto do que me cerca

Mas nem a dor já me desperta

Seria um prazer esta dor alcançar

Talvez haja sentido a ela me entregar

Mas sentir, tudo sinto

Porém nada me toca

Nada alcança meu íntimo

Neste caos que me destroça

Mas talvez este turbilhão de nada,

Me ajude a abrir alguma porta

Ou a trancar a maldita,

Que esta confusão liberta

As chaves são brilhantes sementes

Na aridez que me sinto agora

Estrelas que brotam da terra

Um jardim na estratosfera

Um touro que devora a serpente

Não se importando com as leis da natureza

Nesta tela que reflete minha mente

Sinto-me um anjo rebelado

E ir contra a mera mecânica da vida

É minha única certeza

Um fragmento partilhei de mim

Há muito mais aqui selado.

Não sei se é o começo ou o fim

Mas a confissão de um mero estado

Isabel Batista

3 comentários:

Profile^^ disse...

Vim aki deixar um bjao pra vc Linda e dizer que teu flog ta maravilhoso...to com ciumes do seu blog viu...vc passa maior parte do seu tempo nele e nem da mais tençao pra mim...bua bua bua...brincando fofa!!!
To indo viu te adoro muito!!!
Mil bjos se cuida...boas blogadas pra vc!!!

Marco Antonio disse...

Gostei, mto bom, me deixou confuso rs

Edu Mello disse...

oi td bem querida... vc eh uma
otima pessoa adorei a poesia acompanhada dessa imagem..
acho q combinou bastante tanto eh
q coloquei no meu flog
bejaum pra vc
;**