sábado, 7 de janeiro de 2006

Dante’s Prayer


Dante’s Prayer

When the dark wood fell before me
And all the paths were overgrown
When the priests of pride say there is no other way
I tilled the sorrows of stone


I did not believe because I could not see
Though you came to me in the night
When the dawn seemed forever lost
You showed me your love in the light of the stars


Cast your eyes on the ocean
Cast your soul to the sea
When the dark night seems endless
Please remember me


Then the mountain rose before me
By the deep well of desire
From the fountain of forgiveness
Beyond the ice and fire


Cast your eyes on the ocean
Cast your soul to the sea
When the dark night seems endless
Please remember me


Though we share this humble path, alone
How fragile is the heart
Oh give these clay feet wings to fly
To touch the face of the stars


Breathe life into this feeble heart
Lift this mortal veil of fear
Take these crumbled hopes, etched with tears
We'll rise above these earthly cares


Cast your eyes on the ocean
Cast your soul to the sea
When the dark night seems endless
Please remember me
Please remember me..

Comentário Loreena McKennitt:

Viajei de trem através da Sibéria em dezembro de 1995. Apesar da minha intenção inicial ter sido encontrar a solidão que me permitisse trabalhar os temas e idéias deste trabalho, fui traída e absorvida pelo quadro vivo em movimento de pessoas que desfilavam diante de minha janela. Tinha começado, simultaneamente, a ler A Divina Comédia de Dante.
Quando regressei à leitura, algo sobre as almas que tinha encontrado e visto parecia assombrar-me e parecia, de certo modo, relacionado com as palavras de Dante.
[9/97]
Oração de Dante 
(Tradução)


Quando a madeira escura caiu diante de mim
E todos os caminhos ficaram repletos
Quando os sacerdotes do orgulho dizem que não há outro caminho
 
Eu cultivo a tristeza da pedra

Eu não acredito porque não posso ver
Penso que você veio a mim durante a noite
Quando a aurora parecia para sempre perdida
Você mostrou o seu amor na luz das estrelas

Lance seus olhos no oceano
Lance sua alma para o mar
Quando a escura noite parece sem fim
Por favor, lembre-se de mim
 
Então a montanha eleva-se diante de mim
Pelo vão profundo do desejo
Da fonte do perdão
Além do gelo e do fogo

Lance seus olhos no oceano
Lance sua alma para o mar
Quando a escura noite parece sem fim
Por favor, lembre-se de mim
 
Embora nós partilhemos este humilde caminho, sozinhos
Quão frágil é o coração
Oh! Dê a estes pés de barro asas pra voar
Para tocar a face das estrelas

Sopre vida dentro deste frágil coração
Levante este véu mortal do medo
Pegue estas esperanças despedaçadas, gravadas com lágrimas
Nos ergueremos por sobre estes cuidados terrenos
 
Lance seus olhos no oceano
Lance sua alma para o mar
Quando a escura noite parece sem fim
Por favor, lembre-se de mim

Por favor, lembre-se de mim...

Composição: Loreena McKennitt
Álbum: The book of secrets

Um comentário:

Lisandro disse...

Olá, Isabel!

Muito bonita esta música. Eu não gostava dela, até tocá-la no casamento de uma amiga (sou músico new age). Depois disso adorei ela. A tradução também é muito bonita.

Lisandro