segunda-feira, 22 de maio de 2006

Reticências...


Nada de ispiração!
Me sinto em meio ao vácuo criativo.
Nada a acrescentar em palavras, elas correm soltas pelas planícies de mim, sem se tocar, sem se enxergar.
Não se unem, não se entrelaçam ou se fundem... Apenas se confundem!
As idéias dançam soltas flutuando sem me tocar, uma música absurda, confusa.
Nada de inspiração!
Sem palavras, sem noção, não há nada a declarar.
Talvez seja gestação, talvez o fim do que eu sou.
Mas nem bem descubro este segredo "quem sou" e já a metamorfose me toma outra vez.
Sinto um borbulhar que não se apronta.
Um... Um gestar sem nascimento... Algo vai romper... Explodir!!!
A criação parece próxima mas não a alcançoooooooooooooooooo... Grrrrrrrrr!!!
Talvez o que eu precise seja de insPIRAÇÃO!
Talvez mais razão, talvez intuição, talvez..., talvez..., talvez...
Um ser em caos é o que sou... Novamente! Outra vez!
As reticências me perseguem...
Querem existir pra sempre, deveriam existir palavras no lugar delas, elas me consomem.
Simplesmente meus pensamentos são... (...)
Mas mesmo elas me tomando preciso da expressão, mesmo que para "nada" dizer...
Mesmo que seja pra dizer... (...)
Ah! Esta agonia do vácuo, é angustiante pra quem não vive sem criar, pra quem vive na eterna expressão.
É como uma morte, angustiante e dolorosa que parece não ter fim no próprio ato de morrer.
É como aqueles instantes confusos de não poder alcançar... "Está na ponta da língua!"
Reticências agora não são 3 pontos pra mim, mas neste momento, bilhões de pontos espalhados em cada canto de minha mente.
Nada agora me inspira. Talvez seja falta de emoções... Talvez seja falta de... de... SEI LÁ O QUE!
Talvez!... Talvez!... Talvez!... Seja a hora de parar de escrever.
E em fim fenecer e deixar-se morrer...

reticência
do Lat. reticentia
s. f., omissão intencional de uma coisa que se devia ou podia dizer;
Ret., figura pela qual o orador se interrompe antes de haver exprimido completamente o seu pensamento, mas deixando perceber o que não chegou a dizer;
(no pl. ) pontos sucessivos que na escrita indicam aquela omissão.

Minha mente omissa se resume a...

Isabel Batista

3 comentários:

Spiguel disse...

Sabe...as vezes tambem sinto isso...mas nao consiguo axar essas palavras...mas, nem sempre as palavras dirao tudo...(reticencias)
Um abraço!!!
;**

MarcusMV disse...

Bel eu Ti AmOoOoOoO!!!!!!
Bel linda, esta mo massa seu epasso aki como sempre teve e sempre melhorando...
estou amando suas poisias linda ^^
bem nao vou falar muito ta... BJS ti amo...

bluepaul disse...

instamusic.biz