quarta-feira, 28 de junho de 2006

Simplicidade



As formigas são seres que trabalham de forma organizada, socializada, unida. Vivem em prol da sobrevivência da comunidade, formam um organismo inteiro e único com suas organizações, funções, atribuições. Cada elemento desta sociedade vem geneticamente preparado pra sua função específica no formigueiro. Há uma hierarquia que nunca é contestada. Cada um tem seu lugar e função.
A cigarra canta para completar sua mudança, se soltar da casca. Ela passa a maior parte de sua vida enterrada hibernando sob o solo e sai para então "cantar" até se libertar e procriar.
As abelhas como as formigas, são organizadas em uma sociedade onde o trabalho é para o bem comum. Elas saem pelos jardins colhendo o pólen, vão de flor em flor buscando a matéria prima necessária para sua produção, o doce mel. São preparadas pela natureza para isto exercerem com qualidade e perfeição.
As borboletas nada produzem a não ser beleza e encanto, apesar de que também, assim como as abelhas, são úteis na polinização das flores. É ela o símbolo da metamorfose, desde o ovo, larva, crisálida até transformar-se no ser que verdadeiramente é, ou talvez ela seja o que é, enquanto é o que pode ser. Ela é o ser que é de cada fase.

Etc, etc, etc.

A natureza é cheia de mensagens, cheia de lições. Me deixei a observar este pequeno, mas tão cheio de detalhes, mundo dos insetos.
Sendo unidos ou solitários, tem suas atribuições para sua própria espécie, para sua sociedade, para o bem comum mesmo que inconsciente da natureza como um todo. Se fartam com a carne um do outro, alimentam com sua própria vida outra vida, auxiliam na vida coletiva com suas funções pequeninas, com seu trabalho minúsculo mas eficaz e útil. Sem pensamentos como os conhecemos, sem sentimentos, apenas instintos. Nascem, vivem e morrem sendo sempre, simplesmente e exatamente o que são. Não se apaixonam, apenas se unem pra procriar, trabalham pela vida sem nada receber além da vida simplesmente. Nada acumulam para si, não presenteiam individualmente, apenas doam sua vida para todos, seja de sua espécie ou não, seja de seu minúsculo mundo ou do mundo de gigantes que os rodeiam e que geralmente os ignoram. Não pranteiam suas dores apenas as curam como podem, não impõe nem sentem culpa por nada, não planejam apenas executam.
Acho que a isto posso chamar de a complexidade da simplicidade. Falando deste mundo com sua complexidade de diferenças e detalhes, a mensagem que vejo é simplesmente e verdadeiramente... Simplicidade. Ser o que se é. E sendo assim se é útil a si mesmo e aos outros.
Em toda natureza, mineral, vegetal ou animal, terra, fogo, água e ar. A mensagem que agora vislumbro é a simplicidade.
O calor do sol, a chuva, a brisa, a terra e a simplicidade de sua união... o sol aquece a terra, vem a chuva e a molha e a brisa nos traz um delicioso aroma de simplicidade.
Isto é o que quero em minha vida agora, ver as coisas de maneira mais simples, sem tantas complexidades que as vezes eu mesma crio.
Isabel Batista

2 comentários:

Anônimo disse...

Olá Isabel adorei seu ponto de vista sobre a natureza da natureza e admiro seu modo de ver as coisas, são essas mudanças simples que dão continuidade ao Ciclo da natureza, pena que muitos não reparam isso, devo admitir que alguns detalhes por serem tão minúsculos passam despercebidos ate mesmo para mim, já que o meu dia a dia me toma quase toda atenção e tais detalhes me passam em branco, só que tem raros momentos na vida que paramos e olhamos para natureza e notamos que apesar de tantas coisas que conquistamos o mundo sempre esta em movimento e devemos dar continuidade ao Ciclo da nossa vida igual a natureza e no final de tudo estamos aqui por um propósito limitado ou seja estamos de passagem e deixamos o que conquistamos para próxima geração, então apesar de sermos grandes não somos tão diferentes dos insetos porque no final todos vivemos com um propósito e um objetivo e cada um procura seu verdadeiro ideal, sei que você e uma pessoa que sempre se importou com o próximo e sempre deu mais de sí do que esperava receber e por isso espero poder estar do seu lado e lhe dar mais de mim do que você espera por que sei que só tenho a aprender com seu jeito doce de ser, meu amor lhe desejo toda sorte do mundo e que você continue assim uma fonte de sabedoria e inspiração e que sua simplicidade de ver as coisas da vida seja sempre delicada como você por que você sempre será meu grande amor ! Te Amo seu eterno apaixonado Luciano .

Spiguel disse...

Claro! Como o ser humano pode criar tanta complexidade em si mesmo? Como podemos nos desprender do nosso ser real: o simples.
Às vezes sou raiz, assim, simples, mas não consigo "ver" as coisas acontecerem... ah! Nem sempre podemos fazer ou ser aquilo que imaginamos... Bem, eh isso. bjao pra vc!